quinta-feira, junho 23, 2011

“Amar é abanar o rabo, lamber e dar a pata..” ♪

E como sempre o poeta está certo. Porque quando se ama perde-se completamente a noção das coisas. A gente abre mão de tudo que julgava inegociável e passa por cima de tudo pra não deixar de acreditar. E na maioria das vezes, estamos apaixonados apenas pela ideia do que a pessoa é ou do que poderíamos ser juntos. Mas deixar essa ideia ir dói tanto quanto abrir mão de um pedaço nosso. Então nos agarramos a ela, brigamos com a realidade e acabamos nos machucando mil vezes mais, sem nem notar.

Amar deixa todo mundo vulnerável demais. É como se estivéssemos eternamente numa máquina de raio x e a outra pessoa pudesse ver tudo de nós, sempre. O problema é que o ser humano é filho da puta demais pra que a gente se abra tanto. É por isso que a maioria das pessoas associa amor a dor. Porque quem anda por aí, pelado e do avesso só pode mesmo se machucar demais. Daí, a gente inventa todas as desculpas e superestima o amor e diz que toda a dor valeu a pena, que o amor sempre vale a pena. Mas não é assim. Às vezes a gente só se fode mesmo, sem lado bom, sem nada que valha um sorriso quando for relembrar. Às vezes só ficam as cicatrizes e as lembranças da dor, das lágrimas e da decepção. Às vezes o amor só machuca mesmo, sem nenhuma compensação.

Hoje eu deixei uma ideia ir. E tá doendo muito, mas o que nos trouxe aqui machucou tanto que essa dor parece insignificante. Eu espero que essa ideia nunca volte e, sinceramente, se esse tal de amor quiser ficar longe de mim por um tempo eu não me importo. Começo a achar que nada que causa tanto sofrimento valha mesmo a pena no fim das contas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*