sábado, abril 23, 2011

Um primeiro encontro inesperado


   Ela estava perdida. Sentia como se o universo tivesse esquecido de lhe escrever um destino e sua vida fosse se resumir a vagar por aí até o fim dos seus dias. Ela sentia falta de ter um propósito, de ter um amor, de sorrir. Era como se ela só seguisse a corrente pra qualquer lugar, vivendo o que aparecia pela frente. Ela queria mais, queria nadar contra a corrente, escolher seu rumo, mas não sabia como.
   Ele era um estudante modelo, embora não fosse um nerd desses que passam o dia com a cara enfiada nos livros, suas notas eram impecáveis. Segundo ele, o segredo para o sucesso é amar o que se faz e ele amava Publicidade. Ele tinha amigos maravilhosos que o acompanhavam a festas incríveis e uma namorada que parecia ser a mulher de sua vida. Porém, apesar de estar contente com o que o destino lhe tinha reservado, ele sentia que algo faltava e aquilo o incomodava muito.
   Os dois estudavam na mesma universidade, apenas uma lanchonete separava o prédio onde ela tinha aulas do prédio dele e mesmo assim nunca haviam se encontrado, até aquele dia. Ela entrou na lanchonete com uma bolsa enorme, carregada de livros, meio descabelada e de óculos escuro. Pegou um café e foi procurar uma mesa para sentar, mas todas estavam ocupadas. Ela olhou em volta e viu um garoto sentado sozinho, concentrado no notebook. Ela se aproximou e perguntou se podia sentar na mesa com ele, pois o local estava lotado e ela não aguentava mais carregar aquele peso todo. Ele apenas fez que sim com a cabeça e ela sentou.
   Depois de alguns minutos em silêncio ele resolveu puxar conversa, fechou o notebook, olhou os livros que ela tinha largado sobre a mesa e perguntou “Então, você estuda direito?”, ela  murmurou um “Aham e você?” enquanto procurava algo na agenda, parecendo meio perdida em meio a tantos livros e papéis. Ele contou que estava no 4º semestre de publicidade e propaganda e ela desandou a falar sobre como direito era chato e de como tinha preguiça das aulas, dos professores e de alguns colegas. Ele, tímido, praticamente só a ouviu falar até que o sinal tocou e ela amontoou todas as coisas que estavam sobre a mesa e foi pra aula. Ele abriu novamente o notebook para terminar o trabalho que estava fazendo e quando finalmente pegou suas coisas para ir pra aula notou que ela havia esquecido a agenda. Como já estava atrasado pra aula decidiu que depois a procuraria para devolvê-la.
   Na aula, ele só conseguia pensar naquela garota meio maluca que acabara de conhecer e ela, que não vivia sem a agenda, nem havia se dado conta que a mesma havia sumido. Ela não conseguia parar de pensar no garoto com quem tinha divido a mesa na lanchonete e tinha a sensação de que eles ainda se veriam de novo. Será?

Alguém quer que a história continue??

9 comentários:

  1. eeeeeeu Gabi, eu eu eu quero *-*

    ResponderExcluir
  2. Histórias de amor que começam ao acaso sempre são bonitas e, de certa forma, dão uma injeção de ânimo em nossas vidas!

    Continue, sim. Muita coisa pode acontecer ainda... E por favor, me avise quando postar! - rsrs

    ResponderExcluir
  3. É evidente que deve continuar garota. Gostei demais da história e da maneira que você escreve. Em minha opinião, as mais verdadeiras histórias de amor acontecem ao acaso, as mais belas também. Bom, não sei, mas ao menos comigo é assim. Parabéns, vou te seguir para caso você continue, voltar e ler. Um beijo :*

    Confira meu espaço, meu esconderijo :] railmamedeiros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Quer ser o destaque de maio? Cadastra-se.
    http://historiasdepamela.blogspot.com/2011/04/voce-no-era-uma-vez-mes-de-maio.html

    ResponderExcluir
  5. Ela a 'meio maluca' e ele o tímido. Histórias assim me fascinam. Continue, por favor!

    ResponderExcluir
  6. Olá, vi seu coment no meu blog..
    Adorei esse post. Deu vontade de ler o resto =D

    ResponderExcluir
  7. Nossa, adorei seu blog Gabe. :)
    Eu também quero que a história continue, me identifiquei com a personagem e quero ver onde vai terminar. hehe

    Estou seguindo *-*

    ResponderExcluir
  8. Eu simplesmente ADORO histórias assim. Você ainda pergunta se precisa de continuação? Mas é claro! Faça a continuação, por favor.

    AMEI o seu layout. Que coisa mais fofa! Enfim. Obrigada pelo comentário e volte sempre que puder :D Beijinhos, se cuida s2

    ResponderExcluir
  9. Boa história, bem escrita.
    Gostei do Layout do blog.
    Se der, dê uma passadinha no meu, estou voltando para a blogosfera agora, depois de mais ou menos um ano de afastamento.

    ResponderExcluir

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*