sábado, novembro 06, 2010

06/11/2009

   Já se passou um ano, mas eu ainda me lembro muito bem daquela primeira vez que nos vimos. Lembro do primeiro abraço que tu me deu e de como era difícil encontrar palavras pra manter a conversa e de como eu ria sem parar por estar super nervosa e de como tu riu ao notar meu nervosismo. Lembro dos olhares, lembro das indiretas, lembro de como eu estava feliz por te ter tão perto e por poder ficar meio abobada diante do teu sorriso. E quando o assunto finalmente acabou e tu veio vindo na minha direção e meu coração começou a bater mais rápido, até que minha boca encontrou a tua e eu quase entrei em transe. Eu lembro de como eu esperei por isso e de como aquela noite superou todas as minhas melhores expectativas e de como dormi nas nuvens naquela noite.

   Um ano se passou, mas às vezes parece que foi em outra vida. Tanta coisa mudou, tantos sonhos e planos se desfizeram, tantas decepções vieram pra tomar o lugar das memórias daquela noite mágica. Hoje eu já não posso mais esperar tuas visitas de madrugada, nem ouvir tua voz por vários minutos no telefone. Eu não posso mas nem sonhar com o dia em que tu será meu. Eu já não te tenho por perto, já não lembro do teu cheiro, do teu gosto ou do teu toque. As lembranças boas daqueles momentos que me fizeram tão feliz parecem apenas borrões de um passado muito distante. Entre nós hoje não há mais aquela cumplicidade, nem aquele desejo incontrolável. Nos restou apenas o rancor e a amargura que tantas decepções trouxeram. Um final triste pra uma história que começou quase como um conto sem fadas.

   Dozes meses nos trouxeram mudanças que causaram danos irreparáveis. Nunca mais seremos como naquela noite há um ano atrás. Nunca mais teremos a mesma necessidade um do outro que tínhamos naquela primeira vez. Nunca mais será mágico, lindo e inesquecível. Talvez nunca mais seja, de qualquer jeito. Provavelmente nosso elo se quebrou de um jeito impossível de consertar. Nunca mais seremos cúmplices, amigos, amantes, nem nada do tipo. Somos hoje apenas duas pessoas distantes que ensaiaram viver uma linda história, mas se perderam no caminho e isso é muito triste, principalmente porque, apesar de tudo, ainda é  o teu abraço que eu desejo quando me sinto sozinha em meio a essa multidão que me cerca. Aquele abraço que eu conheci um ano atrás e que me fez tão completa. Aquele que eu nunca mais vou ter. Aquele que parece ter deixado em mim um buraco enorme.

 

                                                                                                                                                                Gabe,

                                                                                                                                             Novo Hamburgo, 06 de Novembro de 2010.

 

“Nós dois temos os mesmos defeitos. Sabemos tudo a nosso respeito. Somos suspeitos de um crime perfeito, mas crimes perfeitos não deixam suspeitos...” ♪ Pra ser Sincero – Engenheiros do Hawaii

4 comentários:

  1. começo épico, final desastroso e saudade.
    muita coisa para um só cérebro...

    tu é show!

    ResponderExcluir
  2. Ahh que lindo.

    Queria tanto comentar mais sobre o que achei da tua carta, mas não posso pq sou a moderadora.
    Enfim... vc mandou bem, isso basta rsrsrs.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. agora deu pra comentar o/
    sabe, muita coisa acontece mesmo em um ano, chega a ser incrível e assustador.:( lindo texto gabi s2 parabéns! adorei seu blog *-*

    ResponderExcluir
  4. nossa amei demais seus textos...
    parabéns pelo blog e vc é uma ótima escritora :D

    ResponderExcluir

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*