sexta-feira, novembro 05, 2010

Sobre o fracasso, a dor e a saudade.

Now Playing: Linger - The Cramberries ♪

   A pior parte de fracassar é ficar se perguntando como seria se tivesse dado certo. É assim que tenho vivido os últimos dias. Eu busco distrações em todos os lugares, me agarro a tudo que me ajude a não pensar, mas eu não posso fugir de mim mesma. Quando sou só eu, a solidão traz de volta tua lembrança e aí não tem nada que me distraía. Tua ausência te faz mais presente do que antes e ela dói de uma forma que palavra nenhuma poderia explicar. Não é mais uma dor do fracasso, da saudade ou do coração partido. É a dor do abandono, da decepção e eu não sei como fazer pra tirá-la daí. Eu ajo como se eu pudesse ser forte e superar tudo isso com uma receita mágica, mas não há receita mágica que ajude. Mesmo que que eu não consiga lembra por que, eu ainda sinto o vazio. Tudo isso faz com que, na melhor das hipóteses, o dia seja apenas tolerável.
   Sempre que chega aquela hora do dia em que eu não tenho mais força pra te empurrar pra fora da minha mente eu vejo tudo que aconteceu com a gente como se fosse um filme. Eu lembro da primeira vez que você disse gostar de mim e de como você me fez admitir que estava apaixonada e de como eu me senti na primeira vez que te beijei. Mas todas essas lembranças são falhas, pois não passam de imagens meio borradas. Eu já não consigo mais lembrar do teu toque, nem do teu cheiro, nem da tua voz. A única lembrança nítida que guardo comigo é teu sorriso, mas até ele vai se perder com o tempo. E essa é a parte mais frustrante. Como vai ser quando tudo não passar de um borrão que passou? Na minha cabeça será como se nunca tivesse existido,  mas eu ainda vou sentir porque o coração não deixa que nada disso se perca no tempo. Ele ainda vai doer como se tivesse sido ontem.
   Em meio a todo esse turbilhão de medo, tristeza e saudade eu fico tentando entender por que não pudemos sair do chão e me dou conta que eu fui apenas algo intermediário pra ti. Eu te preparei pro futuro ajudando a esquecer o relacionamento que passou, mas e agora, quem me ajuda a te esquecer? Quem me tira daqui e me leva pra um lugar bonito onde as coisas possam dar certo? Quem faz com que pare de doer? Quem me ajuda a fazer força pra empurrar tua lembrança pra longe? Essa é a parte injusta da história. Tudo segue em frente, tudo se ajeita e só eu fico aqui tentando andar pra frente contra tudo que me empurra pra trás acreditando que devo esperar por ti aqui. Nem mesmo a certeza de que tu não vai voltar é suficiente pra me dar força pra continuar. Na verdade essa certeza às vezes só faz a dor ficar pior. Será que existe alguém capaz de me estender uma mão que me ajude a seguir em frente?

"Eu tenho agido como se estivesse bem, mas não estou. Dizem que é um coração partido, mas meu corpo inteiro dói. E se ficar assim pra sempre? E se eu nunca superar?"
4x01 GG

3 comentários:

  1. Esse texto foi feito sobre medida pro que estava passando, graças a deus encontrei alguém que me estendesse a mão pra seguir em frente, e não pense que essa pessoa foi um novo amor, a pessoa que me ajudou foi a mesma que vejo no espelho todo dia.

    ResponderExcluir
  2. nossa, eu vi o titulo do seu blog no blog de uma menina, e quando li suas duas ultimas postagens, cara, fiquei assim, de queixo caido, não sei completamente bem a sua história, mas eu me identifiquei muito, muito mesmo, isso que vc escreveu poderia descrever toda a minha história, eu pensei em te pedir pra copiar e colocar no meu blog, mas eu tenho um problema pq toda essa minha história é um segredo pra muitas pessoas, mas é muito parecida, e esta lindo, amei muito o texto *--*

    ResponderExcluir

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*