quarta-feira, setembro 29, 2010

Água viva.

tumblr_l9hfm4jiao1qb3qnyo1_400_largeNova era, esta minha, e ela me anuncia para já. Tenho coragem? Por enquanto estou tendo: venho do sofrido longe, venho do inferno de amor mas agora estou livre de ti. Venho do longe – de uma pesada ancestralidade. Eu que venho da dor de viver. E que não a quero mais. Quero a vibração do alegre. Quero a isenção de Mozart. Mas quero também a inconsequência. Liberdade? é o meu último refúgio, forcei-me à liberdade e aguento-a não como um dom mas com heroísmo: sou heroicamente livre.

- Clarice Lispector

Está difícil entender meus sentimentos para traduzí-los em palavras, por isso deixo aqui as palavras da Clarice como se viessem da minha própria alma. Espero que logo ela (minha alma) possa falar por si própria.

2 comentários:

  1. as vezes nem conseguimos expressar o que sentimentos.Talvez seja esse o momento de ver se realmente é necessário sentir tais coisas.

    ResponderExcluir
  2. A Clarice sempre diz por nós...
    Seus livro contêm pessoas profundamente ausentes que seguem para nossas almas.

    Adoro.
    Beijos,
    Mi.

    ResponderExcluir

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*