sexta-feira, julho 30, 2010

Retrato de uma ilusão decadente.

Now Playing: Nirvana, MTV Unplugged In New York

A vida é tão estranha que chega a ser perturbador. Tudo é tão imprevisível e fora do nosso controle. São tantas situações e emoções com as quais temos que lidar. E apesar das tantas escolhas que temos que fazer há tantas outras que são feitas por nós. Mas qual é o propósito disso afinal? Por que diabos estamos aqui? Será que há realmente alguma razão para isso ou estamos apenas servindo de distração para alguma força superior que nos observa tentar e falhar seguidamente como um sádico voyeur que nos assiste entediado pela grande sequência de erros que protagonizamos ao longo dos anos? Por que alguns conseguem tanto enquanto outras não conseguem nada? E por que de alguma forma doentia essas conquistas estão invertidas, ou seja, quem consegue tudo não o quer, ou não precisa disso, enquanto quem não o consegue busca com todas as suas forças e mesmo falhando é feliz? Se você parar pra pensar você verá que o mundo é só uma grande ilusão. Um grande show orquestrado por uma mente doentia que se diverte vendo fracasso atrás de fracasso. E esse é o fim da história. Não há nada além. Não há perfeição ou felicidade real. Todos temos esqueletos nos assombrando em nossos armários. Nossas histórias são construídas sob frágeis telhados de vidro que estão sempre a um passo de serem estilhaçados por uma pedra ou uma bala perdida. Nós nos enganamos e enganamos o mundo e continuamos tentando porque temos muito medo do que vai acontecer quando acabar ou porque realmente acreditamos que se fizermos tudo certo teremos algum tipo de recompensa. Mas sabe, eu não acho que seremos recompensados. Na verdade não acho que haja um jeito certo de se fazer as coisas. Tudo está invariavelmente fadado ao fracasso, até o que fantasiamos estar dando certo. Essa é a vida na sua essência mais pura, despida de todas as máscaras e ilusões. O mundo não é um lugar bom ou ruim. É apenas um lugar. E você passará por ele e  chegará a um fim onde não haverá nada. Porque nunca há nada. Não há o que esperar ou o que buscar. Os dias apenas passarão até que tudo se acabe e então os dias continuarão passando sem você.

 

Não sei se isso faz algum sentido. Apenas vomitei aí tudo que vinha a minha cabeça. Sem palavras bonitas, sem máscaras, sem hipocrisias. Talvez ao escrever o que está aí eu tenha derrubado alguns muros e jogado fora conceitos que me acompanharam por muito tempo, mas que se foda, isso não é nada além do que eu penso há algum tempo e tinha medo de externar. A interpretação é livre, portanto pode lhe parecer louco, depressivo, sem sentido ou o que for. Mas é só isso que eu sou capaz de dizer por hoje.

4 comentários:

  1. Adorei o texto, acho que é realmente assim que eu penso sobre a vida, em determinados momentos dela. Parabéns.

    http://worse-or-better.blogspot.com/ Visita aí.

    ResponderExcluir
  2. muito lindo seu blog, o texto tá lindo também =)
    beijos :*

    ResponderExcluir
  3. os melhores textos são aqueles sem sentidos, que não tem nexo mas que são feitos pelo coração, com a alma sabe!!
    amei

    ResponderExcluir
  4. Muito bom o texto, penso exatamente assim da vida, gostei tanto que se você não se importar vou colocar um trecho dele no meu blog, qualquer coisa passa lá, e avisa se não gostou tá.

    http://allyouneedislovesz.blogspot.com/

    ResponderExcluir

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*