sexta-feira, junho 25, 2010

Tão assim.

É tão estranho ter que fazer de conta que isso é fácil pra mim e que eu não sinto uma dor absurda toda vez que penso em ti. É tão difícil admitir que eu falhei de novo e permiti que tudo chegasse nesse ponto onde não há saída sem sofrimento. É tão frustrante não conseguir segurar as lágrimas que aparecem do nada e insistem em borrar minha maquiagem como se quisessem tornar visíveis ao mundo as cicatrizes que se formaram por dentro. É tão humilhante ficar mendigando migalhas da atenção de alguém que nem ao menos se importa. É tão deprimente saber que não consigo me afastar disso. É tão complicado pra mim escrever essas coisas e tornar  verdade esse turbilhão de sentimentos e emoções ruins . É tão triste ver o rumo que as coisas tomaram em menos de um ano e saber que você nem ao menos se deu ao trabalho de tentar. É tão ridículo depois de tudo que eu já vivi ainda me sentir como uma criança desprotegida toda vez que as coisas dão errado assim. É tão eu escrever tudo isso só pra fazer sangrar de novo pra que eu tenha certeza que tudo isso é real. É tão tu achar que isso é drama e nem dar bola. É tão a gente arrastar essa história por meses com a falsa ilusão de que não conseguimos ficar um sem o outro, porque eu não sei quanto a ti, mas eu não consigo nem com, nem sem você. É tão consolador saber que ainda resta alguma ilusão pra eu me agarrar. É tão idiota acabar esse texto sabendo exatamente o que preciso fazer e não ter coragem pra fazê-lo.

"Eu sou essa pessoa. Que deixa doer porque esse é o único esporte que se pode fazer deitada e que dorme demais como uma resposta blasé a esse mundo que pensa mandar em mim o tempo todo." Tati Bernardi

11 comentários:

  1. Quanta emoção, sei lá, achei meio que um pote de sentimentos. E de vez enquando, é bom abrir o pote.

    Tô seguindo também :D

    ResponderExcluir
  2. A vida é um pote de sentimentos, as vezes está cheia, de repente esvazia, transborda ou fica até o meio.
    Sucesso com o blog!

    ResponderExcluir
  3. Triste, porém belo esse texto. Todos passam por esse momento de saber o que tem que fazer e não querer fazer.

    estou seguindo.

    ResponderExcluir
  4. nossa, achei lindo *-*
    estou te seguindo.
    visite meu blog, se quiser :)
    http://bittersweetzpace.blogspot.com/
    beijinhos s22

    ResponderExcluir
  5. Tem um selo para você no meu blog.

    ;*

    ResponderExcluir
  6. É phoda... porém, acredito que se tu termina o texto sabendo o que fazer, deveria, com toda certeza, fazer... pq é triste ficar remoendo as coisas e depois ter a sensação de que poderia ter feito algo e não fez...

    Bem, mas isso é só a minha opinião xD

    Espero que tudo melhore, Gabe.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  7. Profundo, triste e lindo ao mesmo tempo.
    ADOREI!

    meu blog é novo, visita?
    http://algodao-doce1.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Muuiitoo bom o texto...
    Parabéns.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Muuuuuuuito profundo, adorei ;**

    ResponderExcluir

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*