segunda-feira, abril 19, 2010

Desabafando.

Eu queria que fosse possível expressar com palavras, atitudes ou qualquer outra coisa, a vontade que eu sinto de te ter por perto sempre. Mas eu não sei mais como se externa essas coisas. Também não sei como fazer pra não te pressionar nem te sufocar com toda essa necessidade de ti e esse sentimento que eu não consigo fazer sumir ou diminuir ou se aquietar no meu peito. A cada momento vai ficando mais difícil pra eu conviver com essa situação. Conviver com o fato se que nós dois queremos e sentimos coisas completamente diferentes. E não é drama, não. Eu não sinto mais vontade ou necessidade de ser completamente livre. A única coisa que eu quero e preciso é que alguém queira me prender e se importe e sinta como eu. Eu quero ter que dar satisfações e poder sentir ciúmes sem parecer maluca. Quero alguém que eu possa chamar de meu, mesmo que eu já tenha aprendido que ninguém pertence de fato a ninguém. Eu descobri que quanto mais liberdade se tem, menos se quer. Já fiz todas as loucuras e bobagens que eu queria. Agora eu só procuro amor. E isso é engraçado, pois quando nos conhecemos eu defendia a falta de compromisso e o excesso de liberdade, enquanto tu me dizia que ter alguém pode ser bom se for a pessoa certa. Por várias vezes desde que nos conhecemos eu pensei que tu poderia ser essa pessoa, mesmo que várias situações me mostrassem que eu só estava buscando abrigo na ilusão novamente. Talvez tu até pudesse ser essa pessoa no passado ou pode vir a ser no futuro. Mas eu preciso que ela apareça agora e por isso me parece que estamos lutando uma batalha perdida, porque nesse momento tu quer o oposto do que eu preciso. Como eu gosto de causas perdidas eu insisto e tento buscar caminhos diferentes pra conciliar as coisas, mas a minha necessidade de amor, carinho, atenção te sufoca e me deixa chata. Eu sabia que essa nossa história seria um caminho sem volta, porque eu não poderia não me apaixonar. Eu sabia também quais seriam as consequências quando decidi continuar com isso. Agora estamos aqui, esperando que um dos dois canse dessa incompatibilidade e das brigas que ela causa e dê um fim em tudo. Um fim definitivo pra uma coisa que tem o seu fim anunciado desde o momento em que começou. Já aviso que o fim não partirá de mim, pois eu prefiro acreditar na chance de um recomeço.


Tô praticamente sem pc, por isso o blog tá meio abandonado. Mas vou tentar responder a todos sempre que possível. Desculpem a minha ausência, espero que seja por pouco tempo. =**

6 comentários:

  1. seguindo me segue? *-* mt lindo aqui.

    ResponderExcluir
  2. Estou te seguindo, adorei aqui *-*
    www.ultravioletkiss.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. bom, vejo que sempre que desejamos demais, o pouco que acontece nos parece quase que nada. Feche os olhos, pense nas coisas boas e quem estava do seu lado, se foi essa pessoas que você acredita na chance, é porque você tomou o caminho certo.

    ResponderExcluir
  4. Eu queria que essas questões fossem tão facilmente solucionadas.. =\

    ResponderExcluir
  5. Eu queria que essas questões fossem tão facilmente solucionadas. [+1
    Mas quem disse que o amor é fácil?
    Belo texto.

    ResponderExcluir
  6. Se fosse fácil perderia a graça, né gente? eu entendo você e isso é tão comum, quem ama mesmo passa por isso! =/

    ResponderExcluir

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*