domingo, fevereiro 14, 2010

O eu e o você.

Eu definitivamente não consigo escrever mais palavras bonitas sobre nós. Talvez porque não exista nós, nunca existiu. Sempre foi o eu e o você. Um (ou uma ?!) eu apaixonado, esperançoso e confuso. E um você entediado, procurando uma válvula de escape. Essa foi a nossa pseudo-história. E é por isso que esse papo de sermos amigos nunca vai funcionar. Porque nunca foi amizade. Eu procurava alguém que fizesse com que eu me encontrasse, porque eu já estava cansada de me perder por aí. E você queria alguém que ajudasse a fugir. Fugir da sua vida meio chata e monótona, fugir da rotina, do comum. Consciente ou inconscientemente foi isso que te trouxe até mim. Porque veja bem, eu posso ser um porre às vezes, sou ciumenta e adoro uma boa DR, mas odeio o comum. Tudo comigo costuma ser bem intenso e é por isso que eu atraio aqueles que procuram uma válvula de escape. Nunca houve um sentimento real da sua parte, por mais que você ainda queira acreditar que há. Acho que chamam isso de consciência pesada. O fato é que nós só nos enganamos todos esses meses, tentando algo que simplesmente não fazia o menor sentido. Não há possibilidade de existir um nós porque não é pra ser assim. Simples né? E apesar de eu odiar não ver o óbvio, eu não acho que esses meses tenham sido uma total perda de tempo, afinal eu me diverti. Mas acabou, em breve não será o nós que não faz sentido e sim o eu e o você juntos na mesma frase. Eu só não fui ainda porque não estou pronta pra deixar tudo isso pra trás. Mas logo a vida seguirá seu curso e você não será mais que um entre os muitos erros da minha jornada. Não será nem o maior deles. Nem o mais interessante. Nem o mais divertido. Será apenas um erro perdido entre tantos que eu já cometi e que me aguardam ali na frente. Porém, eu duvido muito que você encontre uma válvula de escape melhor aí no seu mundinho cor-de-rosa.

9 comentários:

  1. aooooo desabafou flor kkk adorei
    bju pra ti ;D

    ResponderExcluir
  2. Senti um 'quê' de revolta nesse texto. Até compreendo momentos assim, mas acho que, quando a revolta passa, a gente vê que não foi sempre um erro.

    Foi até bom enquanto durou...

    Beijo, moça!

    ResponderExcluir
  3. que legal *-*
    lindo aqui.
    aqui o link da história completa:
    http://vouvivendoavidalevemente.blogspot.com/p/lorena-era-uma-guria-que-acaba-de.html
    :)) obrigada por le-la. :*

    ResponderExcluir
  4. As vezes são esses o que achamos que é um 'erro' que nos fazem achar um caminho melhor.

    ResponderExcluir
  5. podem ser erros no começo, depois nós vemos que era o melhor a ser feito *.*

    ResponderExcluir
  6. erros não são de todos ruim, fazem parte do processo do crescimento... é como aprendemos a conviver com as decisões mal tomadas.

    ^^
    beijO*

    ResponderExcluir
  7. "Erros são fatos, são escadas a subir em nosso aprendizado"

    é sempre bom quando a gente põe pra fora o que incomoda e não importa se é por palavras, os dedos digita, mas quem fala é o coração.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. às vezes os erros servem para aprendermos, afinal, ninguém aprende com acertos.

    ResponderExcluir
  9. DESABAAAAAAAAAAAAAAFO, amo,
    adorei seu blog, e estou te seguind, virei sempre, beeijos;*

    ResponderExcluir

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*