sábado, outubro 31, 2009

Passado, presente e FUTURO.

É muito estranho pensar num passado tão recente como se fosse uma outra vida. Principalmente quando  me obrigo a admitir que viveria aquela vida pra sempre caso tudo não tivesse sido construído sobre um alicerce de mentiras e promessas vagas. Tá, muitas pessoas são felizes pra sempre sobre um alicerce de mentiras e promessas vagas. Mas não eu. Na verdade sou contra essa história de ser feliz para sempre sob qualquer circunstância, porque como já disse Martha Medeiros é preciso conhecer as delícias de ser feliz por uns meses e infeliz por uns dias. Não se deve aceitar a monotonia e o comodismo, por mais tentadora que essa ideia possa ser.
Pensando nisso encontrei a força necessária para deixar aquela vida de mentira pra trás. Fácil não foi. Nunca é. Mas uma vez o sentimento acabado, fica menos difícil. Acho que mais pessoas deveriam tentar, embora, algumas pareçam gostar desse tipo de relacionamento. É fato que nada agrada mais o ser humano que uma boa mentira. Eu mesma adoro mentiras bem contadas, porém acredito que tudo deve ter um limite e o meu chegou. Porque toda brincadeira, por mais divertida que seja um dia cansa.
Acredito que finalmente se fecha um ciclo, já que eu provei pra mim e pros outros tudo que precisava provar. Comprovei todas as minhas teorias pseudo-freudianas e cheguei a brilhante conclusão de que isso tudo é  cumulo do ridículo. Tanto esforço por alguém pequeno ao ponto de não dar valor. Mas bem, o problema deixa de ser meu. Só me resta começar uma nova história, buscar uma “nova vida”, uma nova inspiração. Por mais difícil que seja recomeçar, a mudança aqui é sempre bem-vinda e o novo me atrai de maneira inexplicável. Então que o inesperado venha e traga uma nova diversão, para alguns meses de felicidade eterna. Que surja uma novidade para eu falar e escrever, já que vidas passadas só ficam bem em centro espírita e novela das seis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*