quarta-feira, outubro 28, 2009

Finalmente, adeus.

  Eu acho que as coisas seriam bem mais fáceis se fossem sempre assim, se soubéssemos de cara que uma pessoa não vale a pena. Pouparia o tempo que perdemos sofrendo quando o mundo cai. Nesse caso, a consciência de que não valia a pena impediu meu mundo de cair. A cada dia que passa, mais eu tenho certeza de que o destino conspira pra que as coisas sejam da maneira como devem ser. E curiosamente ontem, eu liguei o rádio no final do Pijama Show e naquele momento tocava The Blower’s Daughter, a música tema do filme Closer. E ouvir essa música me lembrou do diálogo que eu postei aqui ontem, e me fez pensar sobre essa coisa de perceber que o sentimento acabou e dizer um adeus definitivo. Todas essas ideias vieram muito rápido e demoraram pra se encaixar, mas finalmente fazem sentido pra mim. Porque há uns dois meses atrás, quando eu disse que essa seria a última chance, talvez eu não estivesse falando que seria uma chance pra ele. Talvez essa fosse a última chance pra mim. A última chance pra que eu descobrisse se ainda havia algum sentido nisso. Porque às vezes me parecia que tudo tinha se perdido há quase um ano atrás. Na verdade as datas coincidem de uma maneira bem trágica, porque a mim parece que o nosso final se arrastou inutilmente por um ano. É provável que tudo tenha acabado lá na primeira vez. Eu precisei viver nisso por mais um ano, para que o Damien Rice me lembrasse que eu tinha que dizer adeus. Essa nossa última chance só serviu pra mostrar que isso tudo não tem razão de ser. Não faz o menos sentido, não tem nenhum porquê. Eu não posso dizer que não amo mais, porque nunca amei. Entretanto, não resta aqui nenhum resquício daquele sentimento sem definição. O encanto passou e finalmente eu vejo que nem valeu a pena isso tudo.  Mas enfim, é hora de deixar o passado pra trás e seguir em frente. Então, sem mais delongas aqui vai o meu ‘Eu não te amo mais!’. Adeus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*