sábado, setembro 26, 2009

Vem.

Será que se eu disser que não tô bem tu vem cuidar de mim ? Acho que eu vou tentar. Então, faz de conta que eu tô muito triste e carente. E faz de conta que eu tive um dia horrível hoje. Vai imaginando aí que eu tô aqui chorando abandonada pra ver se cresce a vontade de cuidar de mim e me proteger pra ti vir correndo. Aí tu vem e me faz rir com tuas bobagens, me faz ficar nas nuvens com teu carinho e salva mais uma semana que tinha tudo pra ser ruim. Pode ser ? Diz que sim, só pra eu poder continuar sentindo essa coisa nova que tu tá me fazendo sentir. Vai, diz que eu posso te sugar um pouquinho e me aproveitar um pouquinho desse bem que tu me faz. Diz que sim, pra eu esquecer das decepções que passaram e dos outros que passaram e de todo o resto do mundo. Diz que sim pra ti me fazer feliz mais um pouco e pra eu sonhar mais um pouco e te querer mais um pouco. Diz porque é só tu que sabe dizer assim, desse jeitinho que eu gosto. Então diz que vem e eu juro que te espero e juro que escrevo quantos textos tu quiser falando sobre como tu me faz bem e como eu agradeço por tu me fazer esquecer do passado cheio de mágoas. Diz que vem pra gente sonhar juntos com o dia em que nós dois nos tornaremos parte definitiva um do outro. Diz que tu me quer só pra ti, não agora, mas no dia que nós estivermos prontos. Ah, diz só pra eu dar aqueles sorrisos que ultimamente só tu me faz dar. Diz porque tu é diferente e tu me fez acreditar em tudo que eu já tinha desistido de esperar. E porque tu gosta de mim e me pediu um texto falando de ti. Porque milagrosamente tu não tem medo de mulher que pensa, nem de mulher que escreve. Diz porque eu te quero e sei que tu me quer. E principalmente porque eu quero muito te querer. Vem logo vai, só pra eu dormir tranquila pensando em ti. Vem porque aí tudo vai ficar tão bom e vai valer a pena. Vem porque tu é tudo e é tão bom e vale tanto a pena. Vem porque tu mudou tudo e deu novo sentido pra essa coisa de gostar. Vem porque.. ah, nem sei mais. Mas vem. Porque como já disse a Bethânia, não há você sem mim e eu não existo sem você. Então vem tá, porque eu vou tá aqui esperando que tu venha hoje, amanhã ou na próxima encarnação. É minha última chance de dar certo e ela tá nas tuas mãos. Então... vem.

Um comentário:

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*