terça-feira, setembro 22, 2009

Game over pra mim... again.

E eu perdi de novo. Perdi a aposta que eu julgava ser a mais segura. Perdi quando eu quebrei todas as promessas que eu fiz pra mim mesma. Perdi sem nem perceber que estava jogando. Acho que essa é a história da minha vida e eu nunca vou conseguir mudá-la. Porque sempre vai aparecer alguém que aparentemente é diferente, mas o final será sempre o mesmo. Deve ser aquela coisa louca de destino. Talvez não seja o meu destino fazer as coisas certas. E talvez por isso eu sempre acabe me ferrando. É bom pra eu aprender que nunca devo esperar nada de ninguém, nem um pouco de sinceridade, muito menos que as promessas sejam cumpridas. Parece que o mundo conspira para que eu entenda que promessas não são feitas para se tornarem uma realidade. São apenas palavras. E lá vou eu de novo com as promessas não cumpridas e com palavras fáceis jogadas ao vento. Logo eu que valorizo tanto as palavras. Mas o que se pode fazer ? Mudam os personagens mas a história é sempre a mesma. Esse é o meu ciclo vicioso. Porque não poderia existir paz e calmaria na minha vida. Muito menos acompanhadas por alguém que se importe e que goste de mim, pelo menos um pouco. Carinho e atenção pra mim sempre vêm acompanhados de alguma coisa ruim. Alguma coisa como essa sensação de que não adianta mais esperar, nem acreditar. E olha que dessa vez eu nem tava esperando demais, nem sugando demais e nem amando demais. Eu queria tão pouco e nem isso eu pude ter. Definitivamente eu desisto de tentar. Porque nunca dará certo pra mim. Essa coisa que eu queria, alguém que queira estar aqui e me fazer bem, e que me abrace quando eu precisar. Acho que eu não sou a pessoa certa pra esse tipo de coisa. Não sei nem porque eu perco meu tempo. Mas tudo bem, eu me devia uma última tentativa com alguém que parecesse diferente, e talvez ele até seja. Mas comigo as coisas são sempre iguais: difíceis e dolorosas. Ainda bem que depois de quebrar tanto a cara eu meio que me acostumei. Que se foda também, não há decepção que não passe com o tempo. E olha que de decepção eu entendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*