domingo, julho 19, 2009

Necessidade insana de carinho.

Eu odeio admitir, mas ele me faz falta. Não ele em si, mas todo o conjunto. Porque é bom sentir essas coisas de apaixonada, porque é bom sonhar com alguma coisa nunca se realizará. Eu não quero ele pra mim, porque eu preciso de coisas que ele nunca poderia me dar. Não se pode cobrar que um menino aja como um homem. Mas me fazia bem viver aquilo e a ilusão me deixava feliz. Eu sinto falta daqueles dias sem dormir onde ele preenchia pelo menos uma parte do vazio que eu sinto quando me permito parar e pensar. Eu relutei muito em escrever sobre isso aqui, porque não queria dar o braço a torcer e também porque não queria ser mal compreendida. A questão é que eu sinto muita necessidade de ter alguém que segure a minha mão quando eu fico assim com medo do mundo e que me abrace quando tá frio e que converse comigo e que tenha paciência com a minha loucura e que simplesmente esteja aqui. Eu não gosto de dormir sozinha e essa cama fica mais vazia a cada dia. É isso que me deixa nesse estado lamentável e me faz sentir falta de coisas que nem foram tão boas assim. Eu odeio dizer isso, mas eu viveria mais uma mentira com um outro alguém que nem me interesse tanto assim só pra tapar esse buraco que tem em mim. Eu não me importo de fingir que amo se ele fingir também. Parece loucura, mas esse buraco enorme de carência e solidão tá quase me engolindo. E é por isso que eu dou o braço a torcer e admito que se a intenção dele era me ver sofrer, ele conseguiu. Mas eu não tô sofrendo por ele e sim pela falta dele. Uma falta que pode ser suprida por qualquer um que se disponha e me dar doses periódicas de carinho e atenção. Qualquer um que me abrace e me chame de amor; que deite no meu colo pedindo carinho; que ouça eu boba dizendo o quanto gosto dele e me olhe com aquela cara linda e diga ‘tu gosta mesmo tanto assim de mim ?’. Eu quero alguém que brigue comigo por coisas idiotas e que depois venha bater na minha casa as nove da noite porque sentiu minha falta. Alguém que me dê um abraço apertado porque estava a uma semana sem me ver e ficou com saudade. Que me ligue pra dar boa noite antes de dormir. Que aceite fazer qualquer programa chato só pra estar comigo. Ah, como eu queria voltar dois anos no tempo só pra ter de volta esse alguém e aproveitar cada segundo antes do fim. Odeio nostalgia de domingo tanto quanto eu odeio a minha carência.

Um comentário:

  1. to achando que é hora do nosso sorvetin amiga. nós duas estamos precisando (:

    ResponderExcluir

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*