quinta-feira, julho 30, 2009

Minha utopia.

E agora eu fico aqui com essa vontade louca de te dizer que eu ainda penso em ti quase todas as noites antes de dormir; que é inevitável não te comparar com todos os caras que eu fico ou que chegam em mim, e tu sempre ganha de todos eles. E eu queria dizer que ainda sonho contigo e esses sonhos me fazem acreditar num futuro melhor, um futuro nosso, mesmo que hoje isso não seja muito mais que uma grande utopia. Queria que tu soubesse que eu ainda sinto aquela vontade louca de de abraçar e te beijar quando eu tô perto de ti e só não fico te olhando e babando o tempo todo porque aprendi a disfarçar com a convivência. Depois de tanto tempo tu ainda é a melhor coisa que aconteceu na minha vida e ainda é comum eu me pegar lembrando da primeira vez que eu te vi e rindo que nem uma idiota. Mesmo tendo ficado com algumas outras pessoas (não tantas como tu deve imaginar), o nosso primeiro encontro segue sendo o melhor de todos os tempos, assim como o teu beijo segue sendo o melhor e tudo mais que eu conheço de ti. Falando no teu beijo, o nosso primeiro beijo ainda tá guardado na minha memória exatamente da maneira como ele aconteceu. E eu queria muito ser a pessoa certa pra ti, mesmo que agora eu talvez não seja mais a pessoa certa pra coisa nenhuma. Eu nem sei porque eu simplesmente não guardei isso tudo pra mim como eu vinha fazendo quando deixava o sentimento trancado lá como se tivesse esquecido. Deve ser pelo motivo que tu tá imaginando, e também porque semana que vem faz um ano e seis meses e mesmo que eu não te deixe um depoimento ‘comemorando’ cada mês, eu SEMPRE lembro. Na verdade um dia antes de saber das novidades eu sonhei contigo, como se fosse um aviso de que talvez algo que eu esperei tanto estivesse por vir. Ou talvez era apenas um aviso de que isso nunca passaria de um sonho. Isso só o tempo dirá. Na verdade, sempre é ele que diz, então eu torço pra que dessa vez ele me dê meu final feliz. Porque eu me dei conta que consciente ou inconscientemente eu nunca deixei de esperar. E por mais oportunista que esse texto possa parecer ele é sincero, como todos aqueles sentimentos que tu já conhece tão bem. Enfim, acho que talvez fosse melhor ter guardado mais esse texto, mas agora eu já escrevi e já libertei os sentimentos, então é provável que ele não seja o único. Mais uma vez, só o tempo dirá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*