terça-feira, julho 21, 2009

A minha loucura me fazendo feliz.

Eu adoro essa liberdade. Adoro sentir tudo sem culpa, sem medo, sem preocupação. Adoro saber que não foi nada demais e ao mesmo tempo foi tudo, tudo que eu precisava. Adoro fugir do mundo por um tempo não ver nada além do meu momento. Definitivamente, eu não sou mulher pra casar. Eu não sei ter um relacionamento. Não sei acordar de manhã pensando em alguém e ir deitar de noite ainda pensando no mesmo alguém. Eu não consigo planejar minha vida levando em conta outra pessoa e ODEIO submeter meus desejos aos dos outros. Eu nasci pra viver sozinha, eu preciso ser livre. Admiro quem consegue se imaginar assim, mas essa vida nunca funcionaria comigo. Como ficariam minhas tardes inesperadas pra salvar a semana, minhas amizades coloridas, meu direito de pensar em mil caras diferentes durante o dia ? Onde ficaria o rock da minha vida ? Ah, eu duvido muito que algum namorado idiota com seu ciúmes e suas cobranças valesse mais que tudo isso. Eu duvido que qualquer amor com seus medos, inseguranças e lágrimas me daria mais prazer. Olhando a minha volta eu vejo esses casaizinhos se esforçando pra tentar, abdicando de várias coisas, se colocando de lado e aproveitando uma felicidade ilusória. Isso me dá vontade de pedir a próxima dose e aumentar a música pra não deixar que o tédio me domine. Minha carência passou sem aquela melação toda e sem a ajuda de pessoas menos interessantes. O amor pode até ser a coisa mais linda que o homem inventou pra passar o tempo, mas o sexo é sem dúvidas muito mais eficaz. Acho muito burro da minha parte perder tempo chorando e lamentando amores perdidos, achados, ou inventados. A partir de hoje vou me esforçar pra ser o mais prática possível. As paixões eu guardo na geladeira pro caso de achar utilidade pra elas algum dia. O amor, eu tranco aqui dentro pra que ele mantenha o meu coração aquecido nessas noites frias. E o resto do mundo que se foda. Que morram tentando os casaizinhos apaixonados enquanto eu peço mais uma dose e passo para o próximo “amigo”. Que se casem com os amores de suas vidas e tenham montes de filhos. Eu prefiro casar com a vida e ter montes de amores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*