terça-feira, julho 28, 2009

Mais essa agora.

Eu tenho que admitir que certas novidades mexeram comigo de uma maneira que eu não esperava. Claro que eu sabia que ao escolher deixar aquele sentimento ali guardadinho pra mais tarde ele não iria embora, mas imaginei que fosse enfraquecendo até acabar. Não foi o que aconteceu. Ele permaneceu ali com a mesma intensidade. Sofreu algumas mudanças, amadureceu um pouco, deixou de ser aquela coisa louca e incontrolável. Se tornou mais calmo, não tão apaixonado, não tão impulsivo. Mas me surpreendeu demais vê-lo tão vivo. E eu não sei como lidar com isso. Porque eu também amadureci, quebrei a cara algumas vezes nesse curto período que se passou e não faço mais as loucuras que eu fazia. Até porque a situação não pede já que eu não sinto mais aquela coisa louca. Pode ser que eu esteja falando coisas que não fazem o menor sentido. É apenas a confusão de ser pega de surpresa. Porque tudo isso foi surpreendente. Eu falei tantas vezes que esperaria que isso ficou gravado no meu inconsciente e de certa forma eu esperei. Pelo que eu não sei. Mas é fato que me agarrei a coisas sem futuro e fugi de tudo que representasse algum perigo de seguir adiante. Afinal ele foi a melhor coisa que aconteceu nessa minha vida estranha e cheia de coisas absurdas. E eu fiquei boba desde o primeiro beijo. Que merda, tudo tava tão menos complexo guardado numa gavetinha do meu coração. Mas foi só abrir a gaveta pra saltar tudo e me afundar de novo nas dúvidas. E eu já sinto aquele calorzinho que só pensar nele me faz sentir. E cara, faz tanto tempo que eu não sinto assim tão de verdade. De repente vem o cheiro dele, a voz, o toque, o beijo. Tudo num redemoinho de cores, sentimentos, corpos, perfumes. Tanta vida que passou, tanta vida que eu sonhei. Sei lá, esperar por ele foi muitas vezes a minha grande motivação. E talvez esteja chegando a hora de parar de esperar. O problema é saber o que fazer. Ou melhor, decidir o que eu quero fazer. Ah, que merda mesmo. Essas coisas só acontecem quando eu tô em paz com a minha vida. Mas uma coisa eu confesso, eu fiquei feliz com as novidades. E é tão bom gostar de alguém tão bom. Acho que não vou me preocupar, vou só esperar e ver o que acontece.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*