sábado, maio 16, 2009

Eu quero! ou não.

Eu não quero fazer sentido. Não quero parecer normal. Só quero que ele ouça meus gritos que imploram pela presença dele. E não me importa se ele achar que eu sou uma doida solitária que se apega a qualquer um que aparece. Nem quero saber se ele gosta ou não de mim, nem se é isso que ele quer. A única coisa que eu quero é que ele venha aqui e me abrace em silencio. Que nossos olhares e o calor de nossos corpos falem por nós. Eu não quero amor, não quero paixão,não quero verdade. Eu só quero ele. Não importa se será por um dia, nem se será uma ilusão. Eu quero porque ele me acalma até quando quer me magoar, me faz rir quando o mundo tá despencando e me entende porque sente como eu. Eu quero assim, sem culpa, sem cobrança. Quero simples. Quero leve. Quero dar mais aqueles sorrisos que eu só dou pra ele e sentir que finalmente achei alguém que me completa. Quero ver nos olhos dele aquelas promessas que nunca se concretizaram. Quero acreditar na mentira de novo e de novo. E pra sempre. Eu quero viver na mentira porque isso me faz feliz. Quero acordar com ele do meu lado, mesmo que ele não seja ele. Porque até quando mente ele me faz feliz. Eu quero ele porque eu sou chata e ele gosta da minha chatice, e porque ele sabe que eu sou insegura e acha isso engraçado e me deixa mais insegura ainda e eu quase morro e ele ri. Eu quero ele porque eu sei que ele é a única coisa que eu nunca vou ter. E eu sei que se eu tivesse nem seria como eu imaginei. Eu quero ele porque não é ele que eu amo, mesmo que ele me faça tão bem e tão mal como os amores costumam fazer. Eu quero ele porque ele não me traz nem paz, nem calma e nem segurança. Quero porque eu sei que ele vai rir do meu querer e não vai hesitar em me usar por isso. Eu quero porque eu sou maluca e ele é gostosinho. Quero porque eu sei que no final eu vou rir dessa bobagem toda e vai ser tudo leve. Porque um dia a gente vai se olhar e nem vai acreditar em tudo isso. Eu quero ele porque não é uma relação normal, porque não faz sentido. Quero porque ele não me quer e porque talvez nem o meu querer seja real.

Um comentário:

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*