domingo, maio 17, 2009

Alguém como eu ?!

Que merda mesmo! Por que eu tenho que ficar tão boba quando falo com ele ? Por que ele fica tão perfeito falando todas aquelas mentiras que ele sabe que eu amo ouvir. Por que eu amo ouvir tantas mentiras ? Eu me odeio tanto por isso. Odeio por ficar aqui pensando nele como o carinha perfeito do meu livro, ou desejando com todas as minhas forças mais idiotas que ele tivesse abraçado em mim quando começam a tocar Cazuza. Às vezes eu me sinto como essas menininhas bobinhas dos contos de fada que são tão sem graça com seus pensamentos inocentes e suas vidinhas perfeitas. Tá, eu nunca seria como elas porque minha vida tá longe de ser perfeita. Mas.. ah,eu me sinto tão boba quando ele vem todo meigo e finge que gosta de mim e eu finjo que acredito e a gente fica ali vivendo aquela mentira melosa. Eu sempre achei que essas menininhas que tem esses namoros bonitinhos com seus namorados supostamente apaixonados e fiéis eram muito idiotas. Mas o que mais sou eu, se não uma menininha bobinha com um não-namorado, supostamente apaixonado ? Cara, eu sou pior que elas. Muito pior que as meninas bestas que acreditam em tudo e juram são felizes assim. Elas pelo menos tem seus pseudo-namorados e podem viver tranquilamente em suas bolhas de felicidade. Mas e eu que não tenho nem um pseudo- namorado e nem uma bolha e mesmo assim fico aqui suspirando por promessas que eu sei que jamais serão cumpridas ? Meu Deus, isso é tão deprimente. Eu sou pior que as menininhas bobinhas e as malucas solitárias juntas, porque eu não sou nem uma coisa nem outra. Eu vivo nesse limbo digno de pena entre a felicidade falsa e a infelicidade profunda. Acho que se eu ouvisse minha história provavelmente teria pena de mim mesma. Se bem que viver nesse limbo tem lá suas compensações. Eu não sei exatamente quais são, mas elas estão ali. Talvez um dia eu consiga sair desse buraco e passe a ser ou totalmente infeliz ou falsamente feliz. Ou, talvez eu continue com essa minha mania de contrariar o mundo e seja mesmo feliz, nadando em lagos de amor e felicidade. Flutuando por aí de mãos dadas com um cara que olhe mais nos meus olhos que nos meus peitos, que me diga coisas fofinhas e me chame de morena. Que me abrace quando o Cazuza começar a cantar. Alguém que ache graça desse meu jeito gabe de ser e me beije quando eu começar a falar um monte de bobagens sem sentido. Alguém que só Deus sabe onde anda agora, mas que deve estar aí em algum lugar com todas as mulheres erradas, pensando em como gostaria de encontrar alguém incrivelmente sem noção assim como… eu?!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*