domingo, março 15, 2009

Pensamentos de fim de semana.

Nada como um fim de semana atípico para mudar perspectivas e trazer novas ideias. Entre planos, surpresas e muitas risadas, existe um pensamento recorrente que está sempre ali, que ergue a mão e grita ‘Hei, você não esqueceu, eu ainda estou aqui!’. É incrível o poder que certos sentimentos têm, a maneira como nos dominam e nos fazem sentir vivos. Eu passei a vida brigando com o mundo e implorando por solidão. Hoje o meu maior esforço é para ficar de bem com o mundo. E o que mais temo, a solidão. Essa mutação que a vida sofre de acordo com as circunstâncias me intriga um pouco. Eu que antes procurava a felicidade em tantas coisas, hoje sei que posso encontra-la em um simples sorriso de alguém que me faz bem. Eu mudei. Mudei por uma pessoa que me fez ver a vida diferente. Talvez eu não tenha tido o mesmo efeito nessa pessoa. Talvez essa pessoa nem tenha tido a intenção de me fazer tão bem. Mas o fato é que nem a ciência pode explicar a complexidade das relações humanas. Eu mesma sempre considerei bobagem essa história de se apaixonar perdidamente como se não houvesse escolha. Hoje eu vejo que realmente não há (se houver eu tava tão envolvida que nem percebi). O amor é um sentimento tão ou mais arrebatador que a paixão. Você não vê ele chegar, as coisas apenas vão acontecendo numa velocidade que você nem nota e um belo dia você acorda e vê que não pode mais viver longe de alguém. E quando bate aquela vontade incontrolável e você sente que faria tudo pra estar com determinada pessoa, o que você faz ? Hoje, eu acho que faria o impossível pra ir correndo até a PQP se fosse necessário. É uma pena que eu só tenha me conscientizado de como esse sentimento é incontrolável agora. E é uma pena maior ainda que as vezes seja necessário perder algo para que se perceba o quão difícil é viver sem tê-lo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*