terça-feira, março 03, 2009

Aprendendo a ser feliz.

Eu pensei que seria fácil essa mudança, afinal os rumos da nossa vida dependem única e exclusivamente de nossas atitudes. Mas depois das novas idéias, depois de sair daquele lugar vem a pergunta, e agora ? A luz que a paz me trouxe dói em meus olhos desacostumados a felicidade. Eu olho a minha volta e simplesmente não sei o que fazer, é difícil compreender esse lugar colorido, iluminado, cheio de alegria. A solidão, a tristeza e a dor são velhas conhecidas, o que as torna simples de entender e de conviver. Mas como se acostuma alguém a conviver com algo que não via a tanto tempo ? A felicidade se tornou uma estranha na minha vida e agora que ela vem se chegando aos poucos eu não sei como lidar com ela. É como se um velho amigo se afastasse e voltasse depois de muito tempo, as coisas nunca serão iguais novamente. É muito complicado reaprender a viver, se adaptar a uma nova rotina onde as lágrimas não caem mais, onde as feridas já cicatrizaram e não há pelo que sofrer. Apesar de difícil, tem sido uma experiência muito boa e um tanto quanto reveladora. Quanto mais o tempo passa, mas eu me dou conta de como fui burra em me dar tanto a pessoas que não mereceram. Por muitas vezes eu olho pra trás e penso ‘Porra, por quê eu fiz isso ?’. Mas enfim, o que passou fica no passado e agora é hora de aprender a viver o presente e me preocupar mais comigo que com os outros e me apegar mais as coisas que são mesmo importantes. A vida toda quebrei a cara pelos outros, hoje vou me dedicar à mim e sei que eu dificilmente vou me magoar. Talvez algumas pessoas não compreendam minhas atitudes daqui pra frente, mas eu não vou abrir mão de mais nada. Quero me encontrar e viver bem comigo mesma, quero entender o que sinto e o que se passa à minha volta, quero ser feliz e não me preocupar com a sua felicidade. Eu busco em mim as respostas para as minhas dúvidas e estou decidida a viver intensamente todos os momentos que levarão a elas. Estou finalmente encontrando felicidade em mim, o que é de certa forma muito irônico, pois é o único lugar onde não pensei em procurá-la.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Se não leu o texto não comente só para eu comentar no seu blog, não me dou ao trabalho de responder esse tipo de comentário.
- Faça comentários relacionados ao texto, se quiser falar sobre outro assunto existem várias outras formas de entrar em contato comigo.
- Se quiser deixar o link do seu blog comente com Open ID, meu blog não é uma página de propagandas.
- Não peça para eu seguir seu blog, twitter, etc. Se eu achar interessante seguirei por conta própria.
- E se usar um texto meu me avise e dê os créditos. Plágio é crime!

Enfim, não gostaria de ser chata impondo regras aos comentários, mas algumas pessoas exageram.
Espero compreendam e que tenham gostado do blog.
Voltem e comentem sempre. ;)
Beijo :*